Home » Publicações » 2010 » A Palavra do Presidente – Dezembro de 2010

A Palavra do Presidente – Dezembro de 2010

Dezembro de 2010

Truculência, despreparo e desrespeito

com os trabalhadores e Sindicatos.

É o que se pode dizer da Claro na negociação do ACT!

Infelizmente, a notícias sobre a negociação do próximo Acordo Coletivo de Trabalho – ACT na Claro são as piores possíveis. São notícias que mais parecem policiais do que sindicais. O comportamento grotesco de alguns gestores da Empresa tornam o processo uma história de desrespeito e nenhuma qualificação dos representantes da Claro, sem precedentes.

No Rio de Janeiro uma coordenadora de RH tomou parte das listas de presença da mão do diretor sindical que organizava a assembléia dos trabalhadores. Outra coordenadora, também de RH, pediu a palavra durante a Assembléia para dizer que se a proposta não fosse aprovada a Claro entraria com Dissídio Coletivo e os empregados ficariam sem ACT, como se isso fosse possível.

Em São Paulo, esse tipo de comportamento desequilibrado também aconteceu. A Empresa levou vários “laranjas” para votar a favor da proposta e a diretora de RH fez questão de mostrar sua truculência aos dirigentes sindicais, imaginando que esta falta de educação e preparo pudesse intimidar alguém. É “CLARO”, deram-se mal!

Em Goiás, ocorrência igual. Houve coação aos empregados que foram ameaçados caso a proposta não fosse aprovada.
Os Sindicatos, ´”CLARO”, vão tomar providências, a exemplo da Fenattel, que irá se posicionar, fazendo denúncias e buscando soluções para o impasse.

Espera-se pelo retorno imediato do bom senso de parte da Empresa.


Sergio Domingues da Silva
Presidente do Sinttel-SC

 

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: