Home » Publicações » 2013 » GVT – TRABALHADORES FAZEM PARALISAÇÃO RELÂMPAGO CONTRA CRUELDADES NO TRABALHO!

GVT – TRABALHADORES FAZEM PARALISAÇÃO RELÂMPAGO CONTRA CRUELDADES NO TRABALHO!

Queremos respeito!

Soluções agora!

Os trabalhadores da GVT de Joinville, no último dia 4, segunda-feira, fizeram uma paralisação das suas atividades. O fato é resultado de uma série de problemas e sofrimentos que vem se somando na Empresa, numa clara falta de respeito e bom senso. A paralisação mostra o drama vivido neste momento pelos companheiros que aguardam por soluções rápidas de parte da GVT no Estado.

SOLUÇÕES É O QUE SE DESEJA!

A direção do Sinttel-SC, como sempre fez, vem tentando buscar o diálogo com os gestores da Empresa, pressionando-os a tomarem as medidas necessárias para que a GVT volte a ter uma relação de trabalho civilizada e justa com seus empregados.

Neste mesmo dia da paralisação, os dirigentes do Sinttel-SC realizaram uma reunião com os representantes da Empresa para tratar de todos os problemas que afligem os trabalhadores.

O RESUMO DOS PROBLEMAS:

PAD – Total recebido em media foi de apenas 64%. Os empregados e o Sinttel-SC reivindicam o pagamento mínimo de 100%, como sempre foi feito. Não existem razão para a modificação.

PIV – este é um beneficio por produção individual. Os empregados não entendem porque, em diversas vezes em que se produz mais, se ganha menos? Por que razão a equipe de ADSL não tem direito ao PIV, se também produz como o reparo, o LA e a instalação? A “caixa preta” deste cálculo precisa ser aberta.

Periculosidade – há diversos colegas expostos a condições adversas, com grau evidente de periculosidade, como a equipe de reparo corporativo que esta em contato com geradores de energia elétrica, muitas vezes na chuva. A tarefa é claramente periculosa. No entanto, o devido pagamento não é feito.

Aluguel de veiculo para ADSL – Inadmissível que a equipe de ADSL não tem direito ao aluguel de veiculo próprio, atendendo clientes como a equipe de reparo de rede, LA e instalação.

Condições de trabalho – há muito tempo a Regional GVT Joinville vem sofrendo as péssimas condições, com ênfase nos últimos seis meses. É uma situação insuportável, resultando casos de funcionários doentes, em decorrência destas condições desumanas.

Pode-se citar muitos exemplos destas cruéis condições de trabalho como a terrível sobrecarga de serviço em Joinville e Jaraguá do Sul, especialmente o caso da equipe de ADSL. Tais problemas tem obrigado os técnicos de ADSL, Reparo, LA e ate mesmo instaladores a estender horas extras, plantões abusivos, represálias, pressão e ameaças, caso haja recusa em atender a supervisão. O resultado disso, além da extenuante e cruel jornada de trabalho, ocorre desvio de função e a óbvia demora no atendimento, como é o caso do serviço do CO.

AGORA CHEGA! EXIGIMOS SOLUÇÕES RÁPIDAS!

Com base nesse cenário é que os trabalhadores exigem, imediatamente, o fornecimento adequado de combustível; a contratação Imediata de novos técnicos ADSL; a contratação de técnicos exclusivos para o serviço de TV; entre outros itens que foram encaminhados à direção da GVT para rápida solução.

TRABALHADORES E SINTTEL-SC AGUARDAM BOM SENSO DA EMPRESA!

A Categoria e o Sinttel-SC lamentam que o último recurso reivindicatório da paralisação tenha que ser acionado para sensibilizar os representantes da Empresa. Espera-se que esta manifestação do último dia 4 tenha alertado a Empresa para este clima tenso e este quadro de sofrimento inadmissível para os trabalhadores da GVT e provoque uma solução global para os problemas apontados.

A empresa agendou uma próxima reunião para sexta-feira, dia 8 próximo, em Joinville para apresentar as respostas.

LEIA O BOLETIM EM PDF

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: