Home » Publicações » 2013 » OI – A “MÃO-GRANDE”, AGORA, É NO PLACAR!

OI – A “MÃO-GRANDE”, AGORA, É NO PLACAR!

Arrocho da Oi terá resposta

imediata dos trabalhadores!!

A direção do Sinttel-SC e a Categoria estranham muito a postura dos gestores da Oi em relação ao tradicional pagamento do Placar, feito até o final dos meses de abril. Até agora, nada de concreto foi anunciado. Muito pelo contrário: os rumores que se verificam nos corredores da Empresa é que este direito histórico do trabalhador telefônico da Oi será olimpicamente ignorado.

Em outros anos, abaixo de muita unidade e mobilização da Categoria e do Sinttel-SC, o Placar foi honrado e pago. Neste ano, já estamos avançando para o final do mês de abril e não temos nem indícios, números, ou qualquer explicação clara da Empresa em relação ao Placar.

O Sindicato e os trabalhadores não irão ficar de braços cruzados diante disso. Já estamos estudando as formas de luta e de encaminhamentos para que este direito seja respeitado como nos anos anteriores.

ALÉM DO SILÊNCIO

SOBRE O PLACAR,

TEM MAIS…

Oi quer mudar

direito histórico

das 40 horas semanais!

Sabemos todos que a Oi, no Brasil e em Santa Catarina, prepara mais um golpe violento contra os trabalhadores, tanto os que já são da Oi, como, também, os que serão internalizados, da Planta Interna da Empresa, vindos na Alcatel-Lucent. Direitos e benefícios estão em risco, como é o caso da jornada de trabalho, ameaçada de passar de 40 para 44 horas semanais, numa tentativa cruel de reduzir as baixas remunerações que já pagam aos empregados.

Mais uma vez, o Sinttel-SC e a Categoria, estão prontos para resistir e lutar nesta batalha e não medirão esforços – seja em que foro for – para defender seus direitos conquistados com muito esforço.

A palavra de ordem está lançada: imediato esclarecimento sobre os valores a serem pagos do Placar de 2012 e NÃO a qualquer tipo de redução ou corte de direitos do trabalhador em Santa Catarina, como é o caso desta proposta indecente que quer passar goela abaixo um aditivo ao ACT para aumentar carga de trabalho e reduzir os salários do trabalho.

Estamos prontos pra lutar contra isso!

LEIA EM PDF

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: