Home » Publicações » 2013 » A PALAVRA DO PRESIDENTE – MAIO DE 2013

A PALAVRA DO PRESIDENTE – MAIO DE 2013

MAIO DE 2013

Mês desafiador e pra quem conhece. Estamos prontos!

O mês está para profissional, como se diz! E, com a graça de Deus e muita determinação e confiança em nosso trabalho e nossa Categoria, vamos dando enfretamento necessário aos desafios que se apresentam.

Infelizmente, há aqueles novatos, marinheiros de primeira viagem ou os de má fé bem conhecidos no ramo, não desistem de testar nossa capacidade de organização e mobilização, ao tentar – mais uma vez – aplicar golpes para viabilizar lucros e resultados à qualquer custo.

São os casos especiais deste mês de maio/2013 das empresas Oi, RM Telecom e Tivit.
Na Oi, além doa arrochos históricos que vivemos, desde as sucessões da Telesc e Brasil Telecom, os gestores resolveram silenciar estrategicamente e transformar o pagamento da PPR (Placar) no mais novo mistério do período. Será que vão pagar ou não? É óbvio que os trabalhadores e o Sinttel-SC não vão ficar observando a tática da resistência passiva da Oi. Estamos buscando o diálogo, como sempre fizemos, mas não vamos medir esforços para buscar outros mecanismos de luta para garantir o pagamento da PPR, um direito histórico conquistado pelos telefônicos de todo País. Estamos esgotando todas as formas de negociação antes de toar alguma atitude mais drástica.

Na RM Telecom a história não é muito diferente, apenas mais clara: simplesmente, não querem pagar o PPR e acham que vão levar essa no grito! Estão muito enganados! A categoria em Santa Catarina e em todo o Brasil vão se levantar em protesto nacional para garantir este direito. Além disso, estamos iniciando o processo de negociação do novo Acordo Coletivo de Trabalho. Já avisamos de antemão que não será aceita qualquer proposta fora do bom senso. O próximo Acordo tem que ser melhor que o anterior e disso não vamos nos afastar. Seja o que for preciso fazer em termos de mobilização e ação sindical.

Na Tivit, os gestores da empresa resolveram transformar a negociação do próximo Acordo Coletivo numa verdadeira “zorra total” (como diz o informativo do Sinttel-SC) ao propor como reajuste o IPCA – na primeira rodada, índice menor do que o INPC, como se isso fosse possível. Estão imaginando que a Categoria vai ficar quieta. Estão muito enganados! O Sinttel-SC e os trabalhadores vão brigar pelos seus direitos e por um ACT decente! Isso é o que vão ver nos próximos dias!

De uma coisa o trabalhador telefônico pode ficar tranquilo e os representantes das operadoras e prestadoras em telecomunicações: o Sinttel-SC está de olho, preparado, muito bem embasado para buscar – seja onde for, a defesa dos trabalhadores do Setor.

Estamos na luta e vamos cumprir o nosso papel!

 

Sergio Domingues da Silva
Presidente do Sinttel-SC

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: