Home » Publicações » 2013 » CLARO – COMISSÃO/FENATTEL INICIA NEGOCIAÇÕES DO PRÓXIMO ACT!

CLARO – COMISSÃO/FENATTEL INICIA NEGOCIAÇÕES DO PRÓXIMO ACT!

Empresa ainda sem proposta,

muitas reclamações e um

calendário de rodadas definido!

A Comissão Nacional de Negociação da Fenattel – da qual faz parte o Sinttel-SC – esteve reunida com os representantes da Claro para uma rodada de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2013/2015, neste último dia 9 de outubro/2013, em São Paulo.

Inicialmente, a Empresa apresentou os resultados dos indicadores do PPR/2013 do primeiro semestre/2013.

Na rodada foram tratados, na abertura, dos temas pontuais dos diversos estados onde opera a Claro. De forma geral, a terceirização foi a principal reclamação dos sindicalistas presentes, mecanismo usado pela Empresa para achatar salários e precarizar as condições de trabalho, como já virou costume no setor de telecomunicações, de forma mais acentuada a cada ano que passa.

O Plano de Saúde também teve reclamação significativa por parte da Comissão, uma vez que os serviços prestados (Unimed) apresentam muitas deficiências em relação ao atendimento e cobertura.
Outra preocupação da Comissão foi com o risco de demissões em massa na Categoria, com a unificação das operações da Claro e da Embratel. Os representantes da Claro garantiram que não há, no momento, nenhuma decisão neste sentido.

Também foi alvo de reclamação dos dirigentes sindicais as dificuldades dos empregados usufruírem o direito de intervalo mínimo entre jornadas de trabalho, além do problema – sempre presente – do assédio moral praticado em lojas da Empresa.

Durante a reunião, elencou-se outros problemas sérios e costumeiros, como a precariedade do mobiliário na Empresa; o não reembolso das despesas com estacionamento; o cancelamento de treinamentos; as dificuldades logística para realização de assembleias dos trabalhadores; a redução dos Recursos Humanos e o consequente excesso de jornada; o longo prazo para ressarcimento das despesas com viagens; descontos indevidos nos salários; não concessão/pagamento de sobreaviso; o desrespeito dos intervalos de repousos do pessoal técnico; excesso de jornada de trabalho; e até atrasos no pagamento de salários de algumas terceirizadas da Claro.

Os representantes anotaram todas as reclamações e se comprometeram a dar respostas a cada Sindicato e à Fenattel.

Objetivamente, a Empresa não trouxe nenhuma proposta formal para negociação do novo ACT. Apenas garantiu que manterá os empregados informados sobre os passos da negociação e que pretende adotar uma aprovação nacional de Acordo Coletivo de Trabalho.

Mesmo sem uma proposta, os negociadores da Claro discutiram a Pauta de Reivindicações encaminhada pela Comissão, até a Cláusula 47ª.

Ficou acertado um calendário de negociação que acontecerá nos dias 23 e 24 de outubro/2013, 5 e 6 de novembro/2013 e – caso seja necessário, também o dia 14 de novembro/2013.

PARA IMPRIMIR EM PDF

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: