Home » Publicações » 2013 » PARALISAÇÃO MARCADA PARA HOJE FEZ RM TELECOM REPENSAR SEUS CONCEITOS!

PARALISAÇÃO MARCADA PARA HOJE FEZ RM TELECOM REPENSAR SEUS CONCEITOS!

Empresa suspende Bando de Horas!

VITÓRIA DO SINDICATO E DA CATEGORIA,

QUE MOSTRARAM ORGANIZAÇÃO E UNIDADE!

A paralisação marcada para hoje, no CRM do Itacorubi, em Florianópolis, surtiu efeitos imediatos a favor da Categoria. O Sinttel-SC e os trabalhadores – unidos, mais uma vez – mostraram que a Categoria está organizada e vai sempre se levantar para defender seus direitos.

Depois da mobilização nos últimos dias – principalmente ontem, o Sindicato e a os trabalhadores do CRM da RM Telecom tiveram êxito naquilo que estavam reivindicando como questão principal: a suspensão do Banco de Horas! A Empresa cedeu e isso aconteceu!

Os gestores da Empresa enviaram ofício ao Sinttel-SC, ontem, anunciando a decisão, reconhecendo a força da organização dos trabalhadores que estavam prontos para uma mega-paralisação em defesa de seus direitos. (Veja no detalhe, o texto da RM Telecom)

A direção do Sindicato, tão logo recebeu o ofício – que anunciava – formalmente – a suspensão do Banco de Horas, encaminhou documento aos representantes da Empresa, reiterando suas posições em cada item já amplamente divulgado para a Categoria e que representa as reclamações dos trabalhadores do CRM.

Ao contrário do que alguns gestores do CRM, desesperadamente divulgavam, que seriam modificadas as escalas de revezamento de plantão – principalmente para o pessoal com regime de 8 horas diárias – deram com os burros n’água! O Sindicato conseguiu que sejam mantidas as escalas vigentes.

Com relação específica ao Banco de Horas, o Sinttel-SC disse que “(…) entendemos que com o compromisso firmado pela empresa de suspender a partir da data listada na carta, esta contemplando a reivindicação solicitada pelo qual não consta no ACT vigente. (…)”, relatou o documento do Sinttel-SC.

O Sindicato volta a avisar que está atento para que seja garantido os direitos dos trabalhadores, Caso não sejam respeitados, voltamos a recarga da mobilização e da unidade dos trabalhadores.

PARA IMPRIMIR EM PDF

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: