Home » Publicações » 2014 » TRT/SC ENCAMINHA ASSUNTO PARA MINISTÉRIO PÚBLICO ANALISAR:

TRT/SC ENCAMINHA ASSUNTO PARA MINISTÉRIO PÚBLICO ANALISAR:

O Sinttel-SC e a Categoria aguardam

pelo julgamento do Dissídio Coletivo!

Os representantes da RM Telecom deram entrada, no dia de ontem (30), com a contestação da Empresa no processo de Dissídio Coletivo ajuizado no TRT/SC, em Florianópolis.

Na sua manifestação a RM Telecom pede ao juiz que seja considerada a proposta, já feita em juízo, para ser aplicada ao Acordo Coletivo de 2014/2015.

Ela pede, também, que seja aumentado o percentual de trabalhadores de 30% para 80%, a fim de poder atender a demanda dos trabalhos que estão represados. Justifica este pedido através da juntada de diversas planilhas onde está demonstrada por setor e atividade, a quantidade de solicitações de serviço que não são atendidas em função da greve.

A RM solicita, ainda, que a multa prevista em caso de não atendimento dos mínimos determinados de trabalhadores pelo juiz em serviço passe de R$ 50.000,00 para R$ 100.000,00. Além de tudo, pede ao juiz que seja julgado com brevidade o Dissídio, já que a greve entra na sua terceira semana.
O Sinttel-SC e a Categoria aguardam pelo julgamento do Dissídio Coletivo e lamenta que todas as tentativas de negociação não tiveram nenhuma evolução desde a proposta apresentada em juízo no dia 12 de junho último.

No dia de hoje (01) o juiz responsável pelo ajuizamento do Dissídio dos trabalhadores da RM Telecom, encaminhou a matéria para o Ministério Público do Trabalho para que o procurador analise as manifestações do Sinttel-SC e de parte da Empresa. A partir de então, corre o prazo de 24 horas para se pronunciar.

O Sindicato e os trabalhadores da RM Telecom permanecem atentos e mobilizados para acompanhar o julgamento e conhecer o que será determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho/SC na sentença do Dissídio Coletivo da RM Telecom.

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: