Home » Publicações » 2015 » JUSTIÇA DO TRABALHO DECIDE PÔR ORDEM NA RM TELECOM:

JUSTIÇA DO TRABALHO DECIDE PÔR ORDEM NA RM TELECOM:

A “Periculosidade” é nossa!

Ação jurídica do Sinttel-SC garante

cumprimento da Lei. Outras virão!

Uma ação certeira e justa da direção do Sinttel-Sc e de sua Assessoria Jurídica, garantiu que a justiça fosse feita” aos trabalhadores telefônicos da RM Telecom de Santa Catarina: “a Periculosidade é nossa!"

A sentença de primeiro grau condenou a empresa ARM a pagar aos trabalhadores substituídos as diferenças de "Adicional de Periculosidade", pela integração da gratificação de desempenho na sua base de cálculo, a partir de maio de 2010, além dos reflexos em férias com 1/3 (e abonos), gratificações natalinas, horas extras pagas, plantões pagos e verbas rescisórias.

Este é o resultado do trabalho atento do Sindicato que atuou firme nesta ação trabalhista, como substituto processual, obtendo uma importante vitória para a Categoria.

A RM e Oi recorreram da decisão, mas o Tribunal do Trabalho/SC entendeu ser improcedentes.

Legalmente, ainda existe a possibilidade das empresas recorrerem para o Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília, mas como o recurso anterior da empresa ARM não foi aceito e a matéria sobre a base de cálculo do "Adicional de Periculosidade" não foi discutida (prequestionada), o recurso da RM Telecom, para o TST, não será admitido.

Assim, após o julgamento em Brasília, o processo retornará para Vara do Trabalho/SC, onde inicia a fase de execução. Ato contínuo, as empresas RM e Oi serão intimadas para o pagamento da condenação.

Os advogados do Sinttel-SC, ainda entendem, que sendo totalmente procedente a ação, não existe um prazo para o dinheiro ser liberado aos trabalhadores, uma vez que existem prazos legais (recursos, embargos à execução, etc) a serem respeitados. No entanto, o direito dos trabalhadores está garantido e consolidado através desta ação de substituto processual movida pelo Sinttel-SC.

Esta foi mais uma vitória da Categoria em Santa Catarina, através da ação rápida e eficiente do Sindicato. Os dirigentes do Sinttel-SC avaliam que este procedimento competente e eficaz do Sindicato só é possível porque a Categoria confia no Sinttel-SC e permanece sempre unida e mobilizada junto a ele e isso é fundamental em qualquer atividade sindical.

Acompanhe, abaixo, no documento em PDF, a íntegra do Acórdão da Justiça, decidindo em favor dos trabalhadores as diferenças do “Adicional de Periculosidade”.

O SINTTEL-SC NÃO PÁRA:

Vem aí a “Ação Contra

a Precarização” no CRM!

O Sindicato não dá moleza para empresas que não respeitam o direito dos trabalhadores!

O próximo passo do Sinttel-SC, agora, será uma ação judicial contra a "Precarização no CRM do Itacorubi/Fpolis", onde a RM Telecom continua praticando a jornada dos diversos trabalhadores (controladores do CRM, CLICK e demais atendentes da operação), que executam a função de teleatendimento (call center), de forma contrária do que diz a NR17.

A direção do Sinttel-SC já cobrou esta irregularidade praticada, por email e em reuniões. O Sindicato exige a regularização da jornada de trabalho para 36 horas semanais desses trabalhadores e respeitando as pausas e os descansos semanais conforme garante a NR17.

A paciência da Categoria e do Sindicato estão esgotadas! Até agora, a RM Telecom só tem dado respostas evasivas e alguns gestores do CRM – por falta de conhecimento – tem a coragem de falar para os trabalhadores que o atendimento que eles realizam não caracteriza teleatendimento e que deveriam entender mais a lei. Esse tipo de postura arrogante e provocadora inspirou o Sinttel-SC a buscar – via judicial – mais este direito desrespeitado pela RM e seus gestores mal informados e de má fé.

Como foi na “Ação de Periculosidade”, vamos buscar os reparos e os direitos dos trabalhadores, esperando que a Empresa aprenda – na marra – a respeitar a lei e os seus empregados, responsáveis diretos dos bons resultados que vem obtendo no Setor de Telecomunicações no País.

Com o Sinttel-SC e os Telefônicos de SC é assim: não cumpriu a lei, Ação neles!!

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: