Home » Publicações » 2015 » RM TELECOM – REUNIÕES COM SINTTEL-SC DURANTE JANEIRO:

RM TELECOM – REUNIÕES COM SINTTEL-SC DURANTE JANEIRO:

Sindicato cobra soluções de problemas

levantados pelos trabalhadores!

1. DEMISSÕES
Os dirigentes do Sinttel-SC repudiaram a atitude da RM Telecom em dispensar mais de  37 trabalhadores em todo estado de Santa Catarina. A Empresa alegou a baixa produtividade (Quarto Quartil) e que muitos trabalhadores estavam realizando dois serviços diários.

Depois que foi implantado pela Operadora Oi o sistema “CLICK” só tem trazido problemas para a categoria, na sua execução, como a dificuldade para deslocamento/atendimento, para baixa dos serviços, assédio moral dos clientes da Operadora, além de outros problemas que a Oi e a RM se negam a enxergar. Sabem que o sistema não funciona, desde a sua implantação.

A gestão da Oi não quer reconhecer que gastou milhões de reais do bolso de seus investidores, no equívoco cometido com a implementação desastrada do “CLICK” e que precisa de muitos ajustes.

Os diretores do Sinttel-SC já avisaram os gestores da RM Telecom que o Sindicato e a Categoria não aceitam as demissões injustas, decorrente de um sistema ineficiente e que esta atitude da empresa levará a uma PARALISAÇÃO da categoria, para dar um basta nas impunidades cometidas.

Bom lembrar que no passado, sem o tal “CLICK”, os trabalhadores produziam mais, com os atendimentos em dia, organizados, com a produção atendida, sem essa pressão de hoje.

O Sinttel-SC está de prontidão para auxiliar estes trabalhadores na procura de novas vagas no mercado e dará todo suporte necessário no ato das homologações para que sejam garantidos todos os direitos.
 
2. NOVO MODELO DE PRODUÇÃO VARIÁVEL

Desde novembro de 2014 a empresa tem apresentado ao Sindicato o novo modelo de produção variável. Segundo a RM, ele se enquadra com o sistema “CLICK”. Os gestores procuram mostrar alguns fatores que fazem parte da remuneração, repudiados pela Categoria e pelo Sinttel-SC.

Um exemplo disso é que cada serviço pendente gera um desconto na remuneração variável do trabalhador. Na realidade, esta pendência – cancelamento do cliente da Oi – não é culpa do trabalhador.

Os dirigentes do Sinttel-SC, deixaram claro aos representantes da RM que conforme Dissídio Coletivo da greve de 2014, a Categoria conquistou o direito de manter as condições vigentes do sistema de produção até a próxima Data Base de 1º de maio.

Além disso, durante as negociações do próximo ACT, a Empresa deve apresentar o novo modelo de remuneração variável para que os trabalhadores – em assembleia – deliberem sobre a proposta.

De forma improvisada, a RM Telecom vem aplicando sobre alguns trabalhadores um novo modelo, nas regiões de Joinville, Criciúma e Lages. Esta prática não tem qualquer validade financeira, apenas como teste de comparação com as médias usadas hoje.

Sabemos que  Empresa, neste mês, estará levando o modelo, também, para as demais regiões do Estado, somente para analise, sem qualquer validade para pagamento e, finalmente, para realizar o comparativo durante as reuniões de negociação do ACT os valores com a prática do novo modelo de Remuneração variável para posterior avaliação dos trabalhadores,  nas assembleias.

Os diretores do Sinttel-SC solicitaram que a Empresa apresente um modelo de remuneração que enquadre todos os trabalhadores do CRM, Administrativo e os trabalhadores da operação, garantindo que ninguém fique de fora.
 
3. JORNADA DE TRABALHO DO CRM

Já gaze alguns anos que os dirigentes do Sinttel-SC buscam o direito da jornada de 36 horas para os trabalhadores do CRM, ou seja, 6 horas e 20 minutos, incluindo as pausas e o intervalo, conforme a NR 17.

Sindicasto aposta no bom senso,

mas não vai tolerar desrespeito! 

O Sindicato vem fazendo diversas denúncias para que o direito dos trabalhadores sejam garantidos. Na última reunião com a RM Telecom ficou bem claro que o próximo passo do Sinttel-SC será, sem dúvida, a via judicial para obter o reconhecimento deste direito.

Na resposta encaminhada ao Sindicato e atendendo a reivindicação, a Empresa diz que “a adequação da jornada do CRM teve início no dia 02/02, com a contratação de HC adicional e, posteriormente, será ajustada a carga horária do HC ativo. O prazo para regularização é de 90 dias”, assegura a RM Telecom.

O Sinttel-SC, ainda neste mês, irá solicitar aos gestores maior esclarecimento sobre quais setores, exatamente, será adequado às 36 horas e quais horários de entrada e saída.

Nas assembleias, os trabalhadores tem relatado que a Empresa tem exigido o início das atividades às 7 horas da manha, gerando grande dificuldade para os trabalhadores, esses e outros pontos levantados serão tratados pelo sindicato durante a reunião que terá com os gestores da RM.
 
4. CABISTA/ FUNÇÃO L.A.

O Sindicato recebeu diversas denúncias que o Setor de Cabo da RM Telecom, a partir deste dia 2, estará mudando no PDA de alguns cabistas a atividade de serviço, passando a realizar o serviço de L.A., devido a baixa produtividade, conforme os números do “CLICK”. O Sinttel-SC, imediatamente, buscou reunião com a Empresa, junto com os trabalhadores do setor (dia 3 último).

Nesta oportunidade, os gestores afirmaram que este procedimento seria tomado para somente doze trabalhadores em SC, sendo sete para região Oeste e cinco para a região Norte/Vale, entre os 77 cabistas do quadro em todo Estado.

O Sinttel-SC discordou! Na grade de Função de Cabo não consta a atividade de L.A. Os trabalhadores não tem culpa se o sistema “CLICK” apresenta problemas, provocando o desvio de função. O Sindicato não avo tolerar isso e vai buscar na Justiça o cumprimento deste direito, mesmo que para isso a Categoria use a paralisação no setor.

No dia 4, a direção da RM Telecom resolveu aceitar a reivindicação da Categoria e do Sinttel-SC e anunciou  que não irá fazer mudanças no Estado.
 
5. BANCO DE HORAS
Os  trabalhadores dos departamentos administrativo, logístico, almoxarifado e demais setores estavam a mais de um ano sem receber as Horas do Banco de Horas.

A informação chegou ao conhecimento do Sindicato no inicio do ano. Imediatamente, os diretores do Sinttel-SC solicitaram que a empresa regularizasse a situação, apontando descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho e desorganização de gerencia.

Mais uma vez, os dirigentes sindicais mostraram repúdio ao Banco de Horas, sugerindo que na próxima negociação de Acordo irá propor a Hora Extra no lugar do Banco de Horas, como é comum nas demais empresas do mercado.

A RM Telecom assegurou o pagamento dessas horas até o dia 6. Sinttel-SC orienta que os trabalhadores fiquem de olho nesta promessa. Caso não verifique esta quitação, informe, imediatamente o Sindicato para que as medidas cabíveis sejam tomadas.
 
6. PENDÊNCIAS NAS RESCISÕES

A RM Telecom afirmou ao Sindicato que será feito o levantamento de todas as pendências de TRCT’s complementares e será efetuada a quitação até o próximo dia 20.
 
7.PRAZO/ ADVERTÊNCIAS

O Sinttel-SC orienta que o prazo para empresa aplicar e apresentar uma advertência ou qualquer punição é no prazo máximo de três dias e não da forma que a RM Telecom esta fazendo aplicando muitas vezes com 10 dias após o fato ocorrido.

Na ultima reunião o sindicato deixou bem claro que o procedimento estava errado e que não há validade nas advertências aplicadas pela empresa e que esta de olho e atento nas punições abusivas aplicadas por alguns gestores.

O gestor do RH reconheceu que o procedimento precisa ser corrigido e que estariam orientando os demais gestores.
 
A direção do Sinttel-SC está atenta para o encaminhamento de todos os problemas levantados pelos trabalhadores. No entanto, reitera que a permanente unidade e mobilização da Categoria em torno do Sinttel-SC é fundamental para continuarmos obtendo vitórias e defendendo os direitos assegurados nos Acordos e na Lei e que para combater as diversas impunidades que a Empresa esta cometendo como por exemplo, erros no pagamento de HE´s, erros no pagamento da Locação do Veículo, descontos indevidos (faltas /Atrasos) só resta aos trabalhadores e o Sinttel-SC realizar uma PARALISAÇÃO de advertência para que a RM venha entender que o trabalhador catarinense exige respeito e que esta dando um alerta que a Data Base esta chegando.

Esta notícia foi importada automaticamente de nosso antigo website. Caso você identifique algum problema com o conteúdo da mesma, use a área de comentários para nos informar e corrigiremos o problema rapidamente.

Convênios para associados: