Home » 2017 » Serede: do jeito que está, não da para continuar

Serede: do jeito que está, não da para continuar

O Sinttel-SC recebeu, na última terça-feira, os representantes da Serede para uma importante reunião. Na ocasião foram apresentadas todas as reivindicações dos trabalhadores. Os problemas levados em mesa de reunião para a empresa são cotidianos e interferem no mecanismo das atividades da categoria, por isso, o Sindicato solicita que a Serede tome providências para solucionar os seguintes problemas:

  • Excessivo agendamento de serviços, principalmente no período da manhã e forte pressão, por parte do GA’s, para que as atividades sejam concluídas;

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informou que não existe a possibilidade dessa quantidade de agendamentos, uma vez que o click não permite essa quantidade de atividades. Informou ainda sobre os tempos médios das atividades, destacando que a SEREDE busca seguir todos os modelos de procedimento.

  • Cota semanal de combustível insuficiente;

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informou que foi feito um estudo em todos os endereços (estudo de rota) para cálculo da cota semanal, sendo que este mês a Gerencia Geral autorizou todos os pedidos de cotas extras solicitadas. A Diretoria da SEREDE informa que o GA tem o dever de solicitar a cota extra de combustível para o funcionário de plantão, sendo suficiente o saldo para o plantão designado. Em relação à geografia, existe uma parametrização do raio de atuação do funcionário, onde será realizada uma otimização dos parâmetros.

  • O SINDICATO questionou o indicador da eficácia sobre a RV (remuneração variável);

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE retificou a informação passada sobre código de encerramento de Velox, ou seja, que não existe o código de encerramento especifico para falta de equipamento Oi. Relatou sobre os fornecimentos de modem, sendo que houve um período de recessão de material, que já foi normalizado e está sendo distribuído pela logística. Destacando que na OS o funcionário deve informar a falta do material. Esclareceu que os equipamentos fornecidos funcionam perfeitamente, não afetando os indicadores. A empresa entende que a eficácia é um indicador positivo.

  • O SINDICATO questionou sobre a questão do BD/BA PEN, uma vez que está afetando no indicador;

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que o BA PEN não deve ser encerrado na matricula do técnico, e sim ser encaminhada para a planta interna, sendo que o tempo de encerramento varia de acordo com o BA PEN.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

 

  • O SINDICATO questionou sobre o início da execução da atividade em relação ao deslocamento, uma vez que há grande pressão para que o serviço seja colocado em execução depois da puxada matinal;

Respostada empresa: A Diretoria da SEREDE informa que a puxada matinal deve ocorrer em 15min, sendo que o deslocamento padrão/média é de 15min, uma vez que em geral as 08h30min o técnico deveria estar na frente na casa do primeiro cliente para realizar a atividade. Os GA’s não são orientados a solicitar que o técnico coloque a atividade em execução estando em deslocamento.

  • O SINDICATO aduz que os funcionários estão perdendo em produtividade em razão do kit 1 no final da linha FATB em cidades do interior do Estado, sendo que em muitas vezes o funcionário tem que fazer sozinho a atividade;

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que tem o dever contratual de realizar essas atividades. E que o GA irá substituir a atividade designada FATB, ou será encaminhado para uma equipe que irá realizar a atividade.

  • O SINDICATO informa que o caminhão de Florianópolis está atuando com 2 a 3 funcionários exercendo a mesma função;

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO solicitou esclarecimento sobre o procedimento de fotos da residência com jornal do dia em casos de casa fechada e pendenciamento;

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que trata-se de casos pontuais e de procedimento exigido pela Oi, bem como uma forma de se resguardar juridicamente em casos de clientes com reclamações judicias e/ou PROCON. A empresa irá verificar o procedimento para os casos de casa fechada. Quanto as fotos do KM, o procedimento é necessário para desbloqueio do cartão de combustível e ajuste de informações, para os casos de distorção nos dados da Goodcard.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que a empresa está realizando deslocamento sem antecipação da ADV, descumprindo com isso o estipulado em ACT. O Sindicato alerta sobre a possibilidade de mover ação coletiva em razão do descumprimento da clausula da ACT.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que existem GA’S que determinam a baixa da atividade sem executar.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que é proibida essa prática na empresa, ou seja, baixar atividade sem executar, infringindo com isso o código de ética.

 

  • O SINDICATO argumenta sobre o desconto do aluguel do veículo quando há indisponibilidade por mais de 02 horas;

Resposta da empresa: A SEREDE informa que há previsão contratual para o referido desconto, firmado através do contrato de locação assinado pelas partes. Os casos informados pelo Sindicato serão tratados individualmente.

  • O SINDICATO solicitou esclarecimento acerca da confirmação de escala no dia anterior.

Resposta da empresa: A SEREDE informa que o GA precisa confirmar a escala, em virtude da programação das atividades no CL.

  • O SINDICATO informa que os funcionários Mauricio Lemos e Saulo Yusuf eram multiskill e deixaram de fazer as atividades de LA e passaram a fazer apenas atividade de DTH, prejudicando a remuneração variável.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

IMG_0614

  • O SINDICATO informa que existem problemas com o ponto de partida dos funcionários.

Resposta da empresa: A SEREDE informa que existe diferença entre ponto de partida e ponto de encontro, sendo o ponto de partida a referência do click, e o ponto de encontro o local onde é realizada a puxada matinal.

  • O SINDICATO solicitou esclarecimentos acerca do diário de bordo e escalonamento.

Resposta da empresa: A SEREDE informa que trata-se de uma ferramenta de controle, sendo anotadas todas as informações tratadas entre controlador, GA, GG e Diretoria.

  • O SINDICATO cobra esclarecimentos da empresa no formato do pagamento das horas extras. Ex: gestores informando que HE só podem ser pagas em atividades produtivas.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informou que todo o trabalhador convocado para realizar horas extras receberá as horas trabalhadas.

  • O Sindicato levantou a questão dos assédios em reuniões. Argumentou que a forma da cobrança pelos gestores, principalmente nas matinais, está sendo de forma desmotivadora, em vez de ser motivacional.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informou que possui um programa de desenvolvimento de líderes, uma vez que preza pela melhoraria na forma de comunicação e a cultura da empresa. A empresa busca motivar os funcionários, uma vez que não tem interesse em desligamentos.

  • O SINDICATO informa que está faltando cabistas em Florianópolis, possuindo dois cabistas, estão 01 (um) atualmente em férias. Faltando também Cabistas, Técnico de TP e caminhão em Araranguá.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que os funcionários estão tendo dificuldade no saque do FGTS, haja vista a conta estar no nome da Rede Conecta. O Sindicato requer esclarecimentos.

Resposta da empresa: O RH informa que já enviou oficio para a Caixa Econômica Federal solicitando ajustes. Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO solicitou esclarecimentos acerca do novo plano de saúde, bem como o procedimento acerca da inclusão de novos dependentes. O SINDICATO requer esclarecimento acerca da diferenciação dos planos de saúde ofertados aos empregados.

Resposta da empresa: O RH informa que os números das carteirinhas do novo plano de saúde estão sendo distribuído por SMS aos funcionários. Atualmente existe campanha aberta para a inclusão de novos dependentes, sendo o prazo de adesão do período de 01/02/17 a 17/03/2017. Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que o plano odontológico não tem cobertura por toda Santa Catarina, e que os funcionários tem direito a solicitar o cancelamento do plano junto ao RH, para os casos onde não existe cobertura do plano.

Resposta da empresa: O RH informa que irá verificar a questão de novos credenciamentos para a operadora do plano odontológico. Informa também que cancelamentos ocorrem apenas no aniversário do plano. Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO solicita explicações sobre a forma de abordagem nos casos de transferência dos colaboradores entre cidades. Informando ainda denúncias acerca de coações para transferência.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que a empresa não está fornecendo material suficiente para realização das atividades em campo, afetando os indicadores e disponibilidade, bem como sua produtividade. Há realização de atividades de TUP sem a devida abertura de OS, prejudicando com isso a remuneração variável.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO pugnou pelo retorno da ginastica laboral, uma vez que os funcionários estão requerendo.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que o tempo de atendimento pela célula de atendimento da OI é de aproximadamente 40/50min nas pendencias e nos encerramento, inclusive piorando o tempo de atendimento em casos de chuva.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE esclareceu que o atendimento dessa célula é realizada pela OI, não possuindo gestão sobre isso, sendo ainda que será verificado junto aos gestores responsáveis pelo atendimento.

  • O SINDICATO alega que os controladores estão fazendo contato para agendamento e validação no horário das 12h/13h e das 18h/19h, com meta de 10 ligações para esse período, sobrecarregando o operador em suas atividades.

Esse tópico será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO argumentou sobre a demora no fornecimento dos equipamentos de proteção individual (as cordas de linha de vida), bem como o treinamento sobre a utilização dos mesmos. Aduz que os uniformes fornecidos não estão em quantidade suficiente de acordo com a ACT. Argumentou que os técnicos de segurança do trabalho deveriam proceder com mais orientações. O SINDICATO informa que foi identificado por denuncia a ausência do fornecimento de EPI/EPC e uniformes, sendo apresentados os exemplos abaixo:
  • Clédio Teixeira – ausência de sapatão
  • Jeferson Paladino – sapatão danificado;
  • Fábio Daniel José – ausência de sapato, calça e alicate;
  • Douglas Fernandes – ausência de calça;
  • Pablo Henrique Rabelo – cinta escada e mosqueteiro;
  • Marco Florentino – duas camisas, bota, calças, escada, badisco e capa de chuva;
  • José Carlos de Medeiros – bota, calça, camisa, cone e óculos;
  • Rafael Cardoso – chave de armário;
  • Adavilso da Silva – ausência de sapatão;
  • Maicom Colombo Seferino – escada;
  • Israel Mateus Heleodoro – bota, camisa e escada;
  • Antonio – bota.
  • Claudio Antunes Jaques – faltam ferramentas, catraca, tesourão, pá e todos os ferramentais com defeito.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE esclarece que todo o funcionário que verificar um colaborador sem equipamento deve comunicar o incidente, uma vez que ausência de EPI envolve a segurança do trabalhador. A empresa procede com a medida disciplinar devida para os casos abordados. Em todos os casos em que foram solicitados EPI/EPC e uniformes a empresa procedeu o atendimento. O funcionário deve solicitar ao GA (EPI/EPC e Uniforme) sendo que o mesmo faz a solicitação no departamento de logística, retornando a solicitação pelo caminhão da logística. A questão do fornecimento de EPI/EPC e uniformes será averiguado e respondido no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO informa que os funcionários estão realizando deslocamento para buscar equipamentos com colegas ou nas bases (fazendo atividades de logística) afetando com isso as atividades diárias. Outra questão é em relação a quantidade de material transportado, os mesmos estão transportando o material da semana toda dentro do veículo. Argumentam que o GA não autoriza que o material fique em casa.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que é entregue uma vez por semana todo o material, sendo possível deixar parte do material SEREDE na residência do funcionário. O material Oi (modem, decoder e antena) deve ser mantido dentro do veículo. Com relação a busca/deslocamento de material a empresa irá averiguar e responder no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO comunica que na devolução/troca de matérias não há retirada da carga do funcionário, bem como não há entrega de documento comprobatório da devolução e/ou entrega do mesmo.

Resposta da empresa A Diretoria da SEREDE informa que na entrega de matérias há entrega do documento para assinatura, e que em troca e em devolução serão verificados junto à logística. Essa questão será averiguada e respondida no prazo de 20 (vinte) dias.

  • O SINDICATO pugnou pelo estudo de viabilidade da abertura de uma base da logística em Criciúma, em razão do volume de materiais.

Resposta da empresa: A Diretoria da SEREDE informa que para Criciúma existe uma logística volante – caminhão de entregas.

  • O SINDICATO informa que há diversos funcionários sem celular corporativo.

Essa questão será averiguada e respondida no prazo de 20 (vinte) dias

Como pontuado acima, a empresa tem um prazo de 20 dias para responder as questões em aberto. É importante que a Serede solucione todas as pendências, pois, a data base, 01 de maio, está próxima. Caso contrário, Sinttel-SC entende que a empresa não terá condições de estar na mesa de negociações. Outro ponto a ser resolvido, e que o Sindicato já alertou a diretoria da empresa, é o descumprimento de algumas cláusulas do ACT. Este é um assunto considerado urgente. Caso não seja resolvido em mesa de reunião o Sindicato levará o assunto para vias judicias para que sejam garantidos os direitos dos trabalhadores.

Fique atento ao seu Sindicato.

Sinttel-SC, juntos somos mais fortes!

Convênios para associados: