Home » 2017 » Vivo segue com a brincadeira de propor o inaceitável

Vivo segue com a brincadeira de propor o inaceitável

 

Na última reunião, em 26 de outubro, para negociar o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, a VIVO apresentou mais uma contraproposta absurda aos representantes sindicais. Vamos tentar entender o que a empresa propôs:
Reajuste salarial:
Pagamento de um abandono indenizatório equivalente a 25% do salário nominal (exceto para executivos, aprendizes e estagiários);
Correção dos salários nominais em 1,38% (80% do INPC) a partir de agosto de 2018;
Incorporação aos salários nominais de 50% do valor da cesta básica, a partir de janeiro de 2018 (eliminando este benefício).
Benefícios:
Correção do auxílio alimentação nos menores valores em 1,38% (80% do INPC) a partir de abril de 2018 e congelamento dos valores maiores;
Demais benefícios serão corrigidos em 1,38% (80% do INPC) a partir de janeiro de 2018, exceto aluguel de veículo, que se mantém congelado.
Programa de Participação nos Resultados:
Manutenção das regras e potencial para o exercício de 2018.
Banco de Horas:
Ampliação do prazo de compensação do banco de horas para 180 dias.

Os representantes sindicais rejeitaram a contraproposta apresentada pela empresa, pois, mesmo diante dos resultados alcançados, se nega a apresentar uma negociação justa, com ganhos reais aos trabalhadores.
A próxima reunião está pré-agendada para 06 de novembro.

Filie-se ao seu sindicato, juntos somos mais fortes.

Convênios para associados: